PHOTO-2020-01-28-19-55-34%25203_edited_e
a Cidadela fundo transparente.png

TCG

Os primeiros TCG (Trading Card Games)  surgiram no final do Século XIX e início do Século XX, quando se tornaram populares pela primeira vez figurinhas de jogadores e times de baseball nos Estados Unidos da América. O primeiro jogo do tipo foi registrado em 1904 e tinha como premissas básicas o uso intenso de estratégia a começar pela criação de baralhos de cartas inteiramente personalizados pelos próprios jogadores, que poderiam fazer a combinação que melhor satisfizesse seus objetivos no jogo.

Os TCG permaneceram populares nos EUA durante décadas a fio, surgindo versões com temáticas variadas, mas foi somente na primeira metade da década e 1990 que sobreviria uma verdadeira revolução na indústria. Até então, o mercado de jogos nerd era composto basicamente pelos RPGs, criados cerca de 20 anos antes. Porém, em 1993 Richard Garfield foi instado pela Wizards of the Coast (então uma pequena empresa de jogo) a criar um jogo simples e barato cujas vendas pudessem financiar outro projeto de Garfield, um board game chamado RoboRally.

Inspirando-se no universo de Dungeons and Dragons e na mecânica do jogo de tabuleiro Cosmic Encounter, Garfield concebeu um jogo em que os jogadores encarnam o papel de planinauta (planeswalker), um ser que despertou sua centelha (spark) e passou a ser capaz de controlar as energias mágicas do universo, podendo conjurar feitiços mágicos com diferentes efeitos. Assim, os jogadores devem montar baralhos (chamados decks) com cartas colecionáveis representativas destes feitiços mágicos, monstros e etc. tendo como objetivo derrotar o jogador (planinauta) adversário. O poder mágico utilizado pelos planinautas deriva de cinco fontes de mana distintas, representadas pelas cinco cores básicas de Magic: the Gathering

Kits de Pré-Lançamento, Draft Booster Boxes, Set Booster Boxes, Bundles, etc. A linha de produtos de Magic: the Gathering só cresce, ano após ano.

Este jogo logo se tornou um sucesso de vendas e popularidade, forçando outras companhias a criarem (sem igual sucesso) suas próprias versões do jogo. A Tactical Studies Rules (TSR), detentora de D&D, p. ex., criou um TCG chamado Spellfire e poucos anos mais tarde o próprio Richard Garfiel criou para a White Wolf o TCG Vampire: the Eternal Strugle (conhecido como VTS).

Nenhum deste jogos subsistiu ao teste do tempo e despareceram do mercado enquanto Magic continua presente como o principal produto da Wizards of the Coast, que após o sucesso de seu TCG tornou-se a maior companhia do segmento, adquirindo a TSR (e todas as suas propriedades intelectuais) e sendo ela própria adquirida pela gigante Hasbro. 

 

Atualmente, estima-se que haja mais de 12 milhões de jogadores de Magic no mundo todo e a Wizards of the Coast confere suporte a algumas lojas, través da Wizards Play Network, oferecendo materiais promocionais exclusivos.

Além de contar com diversos produtos selados de Magic: the Gathering que estão à venda em nossa loja, a Cidadela também dispõe de produtos de outros tipos de TCG, tais como Yu-Gi-Oh!, Pokémon, etc., isso sem falar na linha completa de acessórios tais como sleevesshieldsplaymats, deck boxes, etc.

Sobre

Política de Privacidade

Mapa do Site

Rua Souza Cardoso, 127, L.03, Nova Friburgo, Rio de Janeiro

© 2021 A CIDADELA. A CIDADELA E SEUS SINAIS IDENTIFICADORES SÃO MARCAS REGISTRADAS. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS.