O Início de Tudo - 12º Ato

Os personagens começaram a descida que os levaria até a gigantesca pirâmide. Desciam com cuidado para evitar a queda e o encontro com os diversos fungos luminosos.

Ao alcançarem o piso da caverna, perceberam alguns movimentos entre os escombros. Seguiam cautelosos, até que uma grande formiga apareceu, segurando uma lança na direção dos personagens em uma posição de ameaça. Os personagens tentavam se comunicar com a criatura, mas ela não parecia capaz de entendê-los. Qualquer movimento era visto como uma ameaça e os personagens preferiram agir com prudência e evitar um confronto, eis que era possível perceber movimentação por todo o lugar.

Logo acabaram cercados...

***

Guiado por Kira, Velen não teve dificuldade para encontrar o túnel que levava ao subsolo da casa da rhenee. Viram os guardas presos na sala e decidiram não soltá-los. Chegaram à sala das carrancas de Erythnull, sendo recepcionados por Peruca, que logo subiu nos ombros do garoto. Comunicando-se com seu mestre, o simpático macaco serviu como guia e os levou através da passagem mágica.

Após algum tempo, encontraram um corpo de um homem em uma pequena sala. Não havia dúvida de tratar-se de um cadáver, mas o elfo resolveu verificar. Ao encostar no corpo, tomou um imenso susto, pois o cadáver abriu os olhos! Deu um pulo para trás e já se preparava para sacar sua arma, mas o cadáver não parecia hostil. Em verdade, ele não parecia mais um cadáver. Sua pele deixara a palidez e adquirira cor novamente. Olhou abobalhado para suas mãos, tentando entender o que havia acontecido...

Dyuss abriu os olhos sem ter noção de onde estava. Viu um surpreso elfo olhando para ele ao lado de um garoto que parecia ser Kira. Começou a se levantar e percebeu que não estava com sua armadura e escudo. Sua roupa estava bastante suja de sangue, mas ele não sabia como adquirira aqueles ferimentos. Aliás, ele não parecia estar com qualquer ferimento... Lembrava-se de estar lutando com um imenso verme translúcido e, enquanto levava as mãos à sua cabeça, que doía, viu que elas estavam normais! A cor vermelha, demoníaca, que o acompanhava há tantos anos, havia desaparecido! Seu chifre não mais existia! Ele voltara a ser humano!

Uma rápida conversa se seguiu, com Kira explicando a Velen que aquele homem caído era membro do grupo que eles procuravam. Dyuss não lembrava do que havia acontecido e não sabia aonde seus companheiros haviam se dirigido. Sendo assim, todos continuaram seguindo o macaco, que, impaciente, apontava na direção das escadas.

Passaram por todo o percurso que os demais já haviam percorrido. Não tiveram grandes problemas com as armadilhas no caminho, pois Velen era capaz de percebê-las com relativa facilidade. Ao chegarem na caverna da pirâmide, viram, à distância, os demais personagens cercados por uma grande quantidade de formigas e resolveram aguardar...

***

Sooty, Johann, Camaban e Lianon esperaram por muitos minutos até que uma formiga bem maior surgiu. Ela vinha cercada por uma guarda pessoal e vestia um portentoso elmo. Sua posição de autoridade era facilmente visível.

A criatura era capaz de se comunicar com os personagens através de telepatia. Aparentemente eles haviam invadido uma colméia e precisavam explicar como e porquê estavam ali. Comunicaram que havia sido por acaso e que estavam à procura de uma mulher. O formian não reagiu bem a essa menção. Brygette, a quem eles não mencionavam o nome, era uma inimiga da colméia. O clima ficou bastante tenso, ainda mais quando os formians perceberam a presença dos outros três invasores...

Todos acabaram se reunindo, com Dyuss sob os olhares espantados dos personagens (em especial do druida, que tinha absoluta certeza de que o paladino havia morrido), mas acabaram conseguindo convencer o formian armadurado de que não eram aliados da rhenee e que apenas estavam perdidos.

Mas eles não sairiam dali tão facilmente. Foram "convidados" a segui-los até a colméia. Andaram por um longo tempo, deixando a pirâmide para trás e entrando em uma série de túneis. A colméia era imensa, havendo centenas, talvez milhares, de outros formians. Camaban pôde perceber que seu funcionamento era muito próximo de um formigueiro comum. Havia uma clara definição de funções e tudo funcionava de forma bastante organizada. Também notaram a presença de diversos escravos humanos e ficaram se perguntando se não era esse o destino que lhes esperava...

Acabaram por alcançar a sala da rainha. Era uma formiga enorme e bastante gorda, certamente incapaz de se mover. Seu corpo era apoiado por uma série de formigas e escravos, que pareciam estar exercendo um grande esforço para mantê-la ereta. Logo iniciou uma conversa com os personagens. Novamente explicaram seus objetivos e o caminho que os levara até ali, mas, estranhamente, parecia que ela já sabia as respostas para tais perguntas, só as fazendo para ameaçá-los e reforçar sua posição de poder frente ao grupo.

Todavia, ela não se mostrou tão reticente às suas perguntas e puderam descobrir um pouco mais sobre a inimizade entre a coméia e Brygette: a feiticeira havia invadido o território formian em diversas ocasiões e entrado em conflito com a colméia, roubando um importante item. Como não haviam conseguido recuperá-lo, cabia aos personagens fazê-lo, sob pena de serem escravizados ou mortos.

Não havia muita escolha aos personagens e eles aceitaram a tarefa. O item roubado era um "pó de fadas", item usado para dominar a mente dos escravos e manter a colméia sem insurreições.

Sooty, entretanto, resolveu acrescentar mais um ponto ao acordo: caso o grupo capturasse Brygette e a entregasse à rainha, ela deveria libertar os escravos. Como o grupo iria capturar uma feiticeira poderosa o suficiente para enfrentar uma colméia inteira de formians era algo que não preocupava o encrenqueiro gnomo...

A rainha parecia satisfeita com o acordo. Porém, não confiava inteiramente nos personagens e conjurou um feitiço. Johann foi capaz de identificá-lo: era conhecida como Missão. Agora eles ficariam obrigados a comprirem o acordado sem desvios, sob pena de sofrerem drásticas consequências.

O grupo foi levado por alguns formians até a superfície. A saída ficava numa pequena caverna na Colina das Tumbas, que logo foi fechada quando todos já haviam saído.

Fizeram um acampamento e conversaram por bastante tempo. A aparente ressurreição de Dyuss, assim como a recuperação de sua forma humana, foi o principal assunto, com os personagens tentando entender o motivo que levara Heironeous a devolvê-lo à vida. Provavelmente, havia alguma importante missão destinada ao paladino, mas este nada sabia quanto a isso.

Velen também foi bastante questionado, explicando o motivo que os levara a procurá-los. Se alguém desconfiava de alguma coisa, nada disse, pois, agora, todos estavam unidos pela magia da rainha e, mesmo o jovem Kira, deveria segui-los em sua missão.

No dia seguinte, sabendo que não estavam muito distantes de Greyhawk, resolveram retornar à cidade para pegar seus cavalos, o que agilizaria em muito a viagem. Mas encontrar a estrada era uma difícil tarefa. Caminharam por horas, sem terem certeza de estarem no caminho correto. Sabiam que deveriam ir para o sul, mas não queriam subir as íngremes colinas e tentavam circundá-las.

Não encontraram a estrada, mas acabaram sendo encontrados por dois bugbears. Um deles partiu correndo na direção dos personagens, mas foi rapidamente morto. O outro, receoso após ver o triste fim de seu companheiro, puxou uma corneta e a soprou.

Vários goblins surgiram de todos os lados. O grupo se organizou bem e a experiência adquirida com os últimos combates permitiu a eles adquirir uma tranquila vitória.

Após o saque dos corpos, o grupo seguiu em sua busca...

Comentários

  1. Excelente postagem, Robinho. Eu tinha ficado de fazer, mas vc se adiantou de novo.

    Talvez nesse fds role jogo. Depende do pessoal se manifestar.

    - - -

    Mudando de assunto, aqui, eu to com um par de borrachas do limpador de pára-brisas sobrando aqui em casa. Tão novos, comprei pro meu carro mas não serviram. São daquelas de silicone, modelo mais novo. Alguém se interessa em pagar barato nesse par pra ajudar o amigo? rs

    PS: Robinho, eu já vi os limpadores do seu carro da ultima vez q fui na sua casa. Eles tão ruins... eheheheh... lembra que te falei? Então... boa hora pra trocar... rsrsrs

    ResponderExcluir
  2. Bem, infelizmente, a troca já foi feita há pelo menos um mês atrás, hehe...

    Para quem ainda não tem e estiver interessado em comprar, segue o link do submarino: http://www.submarino.com.br/produto/1/24071025/box+cronicas+de+gelo+e+fogo+++o+festim+dos+corvos

    Os 4 livros estão saindo por 99 reais, bem barato, considerando-se que os livros são enormes...

    ResponderExcluir

Postar um comentário