25° Ato - O Legado de Sangue

Uma grande batalha começou. Demorou até que Astaror, Harric e Ithan notassem o que estava acontecendo, enquanto Rhalevahn e Beren já combatiam as terríveis criaturas.

O saldo final da luta revelou o quão feroz ela foi: Ithan estava morto, Harric quase desmembrado e Astaror muito ferido. Beren ainda estava em boas condições, mas seus recursos ofensivos estavam quase exauridos e ainda havia algumas criaturas para enfrentar.

Os dois personagens que estavam de pé arrastaram a briga para os jardins dos fundos da casa, e apesar da dificuldade conseguiam repelir os adversários. Mas então um imponente cavaleiro chegou, paralizando o combate.

As criaturas ficaram imóveis ante sua presença aterradora, e com um comando ele as subjugou.

"Quem é você?! Durzgol?!" Perquiriu de imediato Beren.

"Não, meu nome é Pharagûl, e vocês estão em meus domínios. Saiam agora e talvez eu lhes poupe a vida!"

"Arrrrgh! Diga onde está o bebê criatura!!!" Astaror segurava-se para não avançar sobre a misteriosa figura.

"Humpf... o bebê já não mais o é..."

"O que?! Como assim?! Ele morreu?!" Beren disse.

"... não, ele não morreu, mas o que devia ser cumprindo já o foi. Portanto, retornem para o local de onde vieram, pois aqui não há nada para vocês!"

"Jamais!!!" Disse Asataror. "Juramos encontrar o bebê!"

"Ah! E o príncipe trará o proscrito até os salões dos virtuosos..." O homem dizia isso olhando para Astaror, e depois dirigindo o olhar para Beren disse:

"... e o destino da terra será escrito!"

"O que voc~e quer dizer?" beren ficava curioso.

O homem puxou sua capa, esporeou seu cavalo e foi-se embora, falando como últimas palavras:

"Este é meu último ato de misericórdia para com vossas senhorias. Não ousem retornar aqui, pois deste vez sereis aniquilados!"

Assim ele desapareceu, tão sorrateiramente quanto surgiu.

Com o fim da luta, o grupo se abrigou na estrada, até que no dia seguinte se dirigiu até um moinho, onde, por 8 longos dias, os personagens ficaram de repouso sob a vigia de alguns sobreviventes da antiga vila, liderados por Pharakin.

Durante este tempo, foi-lhes contado que Durzgol foi o conde destas terras, sendo certo que ele está morto (ao menos que se saiba). O conde teria sido um homem muito mal quisto em Cosdol, razão pela qual o rei lhe deu as terras pantanosas, imprestáveis, para que ali fosse seu feudo. Apesar disto, Durzgol jamais dera demonstrações de ser uma má pessoa.

De qualquer forma, ficou decidido que os persoangens retornariam à mansão, para procurar pelo bebê, mesmo que isto custasse suas vidas!

Comentários

  1. "... ficou decidido que os persoangens retornariam à mansão, para procurar pelo bebê, mesmo que isto custasse suas vidas!"

    ... é né... :(

    ResponderExcluir

Postar um comentário