16º Ato - O Legado de Sangue - FIM DA PARTE 2

O grupo chegou no esconderijo dos elfos, onde foi recebido por Elassil. Após uma breve conversa sobre os rumos de sua empreita, os personagens são levados até Onwilnomë, o curandeiro, e eles lhe dão o elixir preparado por Apalgas.

Onwilnomë demonstrou grande surpresa quando lhe foi contado de que forma o grupo conseguiu tal preparo, contudo, isto não o impediu de utilizá-lo. Ao contrário, ele pareceu bastante satisfeito com tal solução (que de outra forma seria, nesta altura, impossível).

O ritual que se seguiu foi bastante impressionante. Ao passar o líquido viscoso sobre o corpo de Ithan, rapidamente formou-se um tipo de casca ao seu redor, após o que Onwilnomë passou a puxá-la, entoando orações, atraindo a ajuda de espíritos, os quais colaboraram na retirada daquela crosta. Conforme se avançava no ritual, e a casca ia sendo retirada, as manchas no corpo de Ithan iam igualmente desaparecendo e, ao final, ele já estava completamente curado (pelo menos era o que sua aparência indicava. Todos, exceto Harric, assistiram tal ritual com bastante interesse e espanto.

Ao fim Ithan estava curado, embora ainda muito fraco - motivo pelo qual ficou em repouso por mais um dia. Enquanto isso os personagens reuniram-se com Elassil para discutir assuntos pertinentes à viagem, especialmente no tocante a Apalgas - a quem Elassil demonstrou conhecer (pelo menos de nome). Na verdade, Elassil sabe da existência dos guardiões, mas disse que não tinha contato com um há muitos anos, pois o guardião de Brolador desapareceu quando a Floresta foi definitivamente mutilada pelos Eldorans. Desde então, somente os Elfos vêm cuidando do pouco que resta do outrora gradioso bosque.

Apesar do interesse de alguns personagens, como Rhalevahn e Beren, Harric demonstrou total desinteresse quanto ao que Elassil teria a contar, pelo que a conversa não se estendeu muito. Astaror, por seu turno, permaneceu calado a maior parte do encontro, sob a premissa de que toda aquela situação não lhe dizia respeito.

Após recuperado, Ithan juntou-se ao grupo, e após discursar brevemente em agradecimento a Elassil, Onwilnomë e demais elfos do local, partiu com o grupo para Premolen.

Comandados por Harric, o grupo adentrou na cidade pela rede de esgoto (pela qual haviam escapado meses antes). Afobadamente, apesar da insistência de Rhalevahn e Beren por mais calma, o grupo penetrou nas Cortes da Iniqüidade. Sob a desastrosa liderança de Harric, os personagens MATARAM todos os que encontraram no interior do templo. Lograram até certo sucesso, pois não foram muitos os encontros e logo conseguiram chegar ao terceiro piso subterrâneo - onde se encontram os alojamentos e cartório. Harric procurava por Glorath, o ministro das Cortes que havia sido o pivô da condenação de Aryvel e do "seqüestro" de seu bebê, e eliminava qualquer um que não fosse "útil" neste busca.

Neste momento, um homem distinto surgiu, trajando roupas nobres. Harric, obviamente, não perdoou e ceifou o homem, que trazia consigo um documento em mãos...

Postagens mais visitadas