9º Ato - O Legado de Sangue

A viagem dos personagens rumo às Montanhas de Elanon começou!

Os primeiros dias foram tranqüilos, com encontros esporádicos com animais silvestres e outros grupos de viajantes. Boa parte da viagem foi feita pela margem norte do rio Brolador, especialmente após a passagem pela vila de Plidven. Nesta margem não há estradas, nem sequer trilhas, por isso o grupo enfrentou algumas dificuldades inerentes ao terreno. Em compensação, os personagens se livraram de patrulhas de guardas das cidades adjacentes à estrada.

O grupo teve a oportunidade de passar por Unvolen, uma das grandes cidades de Eldor. Evitando a cidade, o grupo adentrou pelos Bosques de Lendel, onde presenciou uma terrível cena: dezenas de corpos de elfos foram atirados nas águas do rio Brolador, tornando suas plácidas águas em um verdadeiro rio de sangue. Mais à frente, o grupo encontrou a fonte do problema: um acampamento de soldados dos exércitos de Eldor se recuperava de um feroz combate travado havia pouco tempo. Aparentemente os eldorans se saíram vitoriosos, e atiravam no rio os corpos dos elfos mortos.

Os personagens evitaram serem vistos pelos soldados do acampamento e, driblando seu campo de visão, conseguiram transpor a região furtivamente. Mais tarde, contudo, não foi possível evitar o combate. Isto porque uma terrível criatura emergiu da margem lamacenta do rio Brolador, atacando ferozmente o grupo. A criatura, com seus braços fortes e esguios e seu corpo gigantesco, deu muito trabalho aos personagens, que foram, um a um, sendo abatidos.

O monstro não parecia ser capaz de sentir dor e seus ferimentos, surpreendentemente, cicatrizavam muito velozmente. foi preciso muito pensar para derrotá-lo. Beren, por exemplo, utilizou-se de óleo para atear fogo no monstro, causando-lhe dano contínuo.

Ao final a criatura foi vencida, não sem baixas. Ralevahn quase morreu, chegando às portas do hades. Harric também ficou gravemente ferido, bem como Astaror - que se utilizou de um pequeno feitiço para lhe auxiliar no combate. Apenas Beren não se feriu, isto somente porque manteve-se distante do adversário durante todo o tempo, atacando-o à distância.

Deste modo, após o combate, a viagem não pode seguir. Foi necessário parar para descansar. Somente após pelo menos uma noite de sono os personagens foram capazes de se erguer do solo sangrento e seguir rumo a Elanon novamente.

Comentários